Qual o melhor cabide?

Quem jamais se viu nesta condição? Sai para comprar cabide, pega 10 unidades, chega em casa e descobre que não são suficientes. Volta para a loja, não acha o mesmo modelo e compra outro. Assim vai até que a pessoa se depara com um guarda-roupa cheio de cabides diferentes. E essa diferença traz dois problemas: a perca de tempo – afinal, a pessoa abre o armário e se concentra no cabide e não nas roupas – e a diminuição da vida util da peça. Isso porque enquanto não está no cabide ideal, ela pode estragar. 

Vamos, então aprender o que pendurar e onde pendurar. Lembrando, claro, que tudo depende do espaço e da quantidade de cada acessório que a pessoa tem. Se é muita vestimenta para um espaço pequeno, os cabides finos são os ideais. Permitem que o maior número de pecas seja acomodado. Mas vale lembrar que não adianta pendurar tudo também, de forma que um cabide fique enganchando no outro. O tecido vai amassar e pode até danificar. É preciso um dedo (ainda que pequeno) de distância entre um cabide e outro. 

Mais um assunto importante é tomar cuidado com cabides plásticos, moles. Embora mais baratos, eles têm vida útil menor. Quem desejar poupar e comprar precisa lembrar de pendurar apenas roupas leves. Uma calça jeans, por exemplo, certamente ira pesar e ele irá ceder.

Mas, seguindo algumas dicas importantes, é possível ganhar espaço, deixar tudo arranjado e além-disso conservar as roupas por mais tempo. Vamos lá?

BLUSA FINA

As blusas finas, de seda, cetim, ou aquelas regatas que escorregam, devem ser penduradas em cabides flocados. Nao ocupam demasiado espaco, sao bons e praticos. 

Resultado de imagem para cabide flocado

CAMISETA POLO

Não são raras as casas em que as camisetas do modelo ‘polo’ são dobradas e guardadas em prateleiras e gavetas. Mas, enquanto houver espaço, vale colocá-las penduradas em cabides. Assim, a gola não perde o formato original. Nesses casos, é bom conservar o primeiro e o segundo botão fechados.

CALCA FEMININA 

Resultado de imagem para cabide infantil

As calças femininas normalmente tem numeração menor. Assim, se possível, vale usar cabide infantil. Ocupa pouco espaço e acomoda bem as peças.

Aqui, os cabides de acrílico, na espessura mediana, também resolvem. Os mais grossos não são necessários.

Os pretos de plástico também podem ser usados. No entanto, evite pendurar calças jeans nesses modelos por serem um pouco pesadas e tem tendência a estragar o cabide.

Se o espaço for menor, dependendo do cabide e da calça, dá para colocar mais de uma no mesmo acessório.

SHORTS E SAIAS

Resultado de imagem para cabide com pinças

Muita gente não pendura shorts, mas é uma ótima opção. Tanto os shorts como as saias podem ser pendurados em cabides com pinças. As pinças podem se adaptar a diversos modelos de cabides, como de silicone e veludo, e não estragam as peças. Para shorts jeans, de tecido mais grosso, dá para usar as pinças de acrílico, mais simples e baratas.

Já para tecidos mais leves, vale colocar um pedaço de feltro entre a peça e a pinça, evitando que a roupa fique marcada. Outra opção é aproveitar aquelas alças que costumam vir na parte de dentro dos shorts e saias para pendurar, como se fosse uma blusa.

ROUPA SOCIAL

Resultado de imagem para cabide de madeira

Cabides de madeira tendem a ser descartados por ocuparem muito espaço. No entanto, são excelentes e de uma durabilidade maior. Se no seu guarda roupa tiver espaço, pendure calça, blazer e camisa.

Para terno, a indicação é a mesma: cabide de madeira, no entanto com espessura mais grossa. Existem até alguns próprios, com formato da ombreira, ótimos para manter a estrutura do terno.

Aqui, uma boa dica é: roupas que fazem conjunto devem ser penduradas juntas por organização.

Outra dica é tomar cuidado com o tamanho do cabide para não marcar ou lacear as roupas. O ideal é que ele termine no fim do ombro.

CINTOS E GRAVATAS

Resultado de imagem para cabide cinto

Se você tiver espaço no guardaroupa, você deve pendurar cintos e gravatas. Muita gente faz “rolinhos” com as peças e acomoda em gavetas. No entanto, esse modo de guardar compromete a vida útil da peça. Quanto mais esticados melhor.

VESTIDO

Vestidos longos, dependendo do peso, não devem ser pendurados pois o peso pode puxar o vestido para baixo, esticando a peça. Dobre ao meio ou use dois cabides: um para cada extremidade do vestido, formando uma espécie de onda. O problema, nesse caso, é que toma um espaço um pouco maior.

PEÇAS DE TRICÔ

Não devem ser penduradas, mas sim dobradas. Quando penduradas, elas podem esticar e perder o formato.

E aí, foram lendo e percebendo um monte de coisas que precisam mudar no guarda-roupa? Então corram lá e façam isso agora. Afinal, ninguém quer perder peça por um descuido que dava para ter sido evitado, não é mesmo?

 

  • Comments ( 0 )

  • Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

TOP

GeraLinks - Agregador de links